Despoluir amplia atuação no setor de passageiros de MG

 


           Selo no parabrisa atesta aprovação do veículo no programa Despoluir

O Programa Ambiental do Transporte (Despoluir) está cada vez mais forte em Minas Gerais. A iniciativa vem conquistando novas adesões, como o Sindicato dos Permissionários Autônomos de Transporte Suplementar (Sindpautras), do qual o Despoluir monitorará, a princípio, 100 veículos lotados em Belo Horizonte.

A confirmação foi feita em visita da equipe do Despoluir MG ao presidente e vice do Sindpautras, Maurício dos Reis e Jeferson Gazolla, respectivamente, no último dia 19 de fevereiro.

A adesão resultou da apresentação do programa aos diretores do sindicato e proprietários dos veículos, que conheceram resultados do programa desde sua criação; importância e contribuição para as empresas, trabalhadores, sociedade e meio ambiente.

“Para enriquecer o encontro, fizemos demonstrações no local de como são feitas as aferições e, diante da receptividade, além da adesão dos 100 veículos, ficou definido que haverá nova apresentação para os operadores de Betim, em data a ser definida”, informa o coordenador do Despoluir MG, José Vicente.

Amigo da natureza

O Despoluir monitora a emissão de gás carbônico (CO2), através de unidades móveis, diretamente no escapamento dos veículos, além de possuir viés de educação ambiental. Em território mineiro, o programa é executado no setor de transporte de passageiros pela Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado de Minas Gerais (FETRAM).

Além de ampliar o monitoramento, com adesão de novas empresas, o Despoluir também fortalece seu papel para consciência ambiental no Estado, como no último dia 22 de fevereiro, quando fez apresentação na Campanha de Responsabilidade Socioambiental do SEST SENAT de Santana do Paraíso, para alunos e convidados.

“Divulgamos as ações do programa no setor de passageiros, fizemos aferições para que os presentes entendessem como o teste é realizado, e o resultado foi excelente, porque fortalecemos a consciência sobre a necessidade de emitir menos poluentes em prol do futuro do planeta”, diz o presidente da Fetram e do Conselho Regional do SEST SENAT em Minas Gerais, Waldemar Araújo.

 

Por Comunicação FETRAM